top of page

Como seriam os logotipos famosos no estilo Bauhaus?

Ousado, minimalista, funcional. Passados 103 anos desde sua criação, o design da Bauhaus continua a inspirar artistas, designers gráficos e arquitetos em todo o mundo.


Ele sobreviveu a um século de estilos concorrentes, sobreviveu às críticas iniciais dos tradicionalistas e, embora os nazistas tenham fechado a instituição em 1933, o próprio movimento Bauhaus vive até hoje.


Para celebrar o centésimo aniversário da instituição, o site 99designs pediu para que alguns designers fizessem versões de logotipos de empresas famosas, como Google, Netflix e Apple, como se tivessem sido criados na época da Bauhaus.


Confira os resultados:


A forma segue a função


Os artistas da Bauhaus criaram novas imagens eliminando o que não era essencial e foram capazes de criar visuais complexos usando apenas algumas formas estrategicamente colocadas. Veja abaixo a versão Bauhaus de Ferrari e Johnnie Walker:



Minimalismo

O design da Bauhaus é atribuído a frase “menos é mais” – mas não às custas da função. Os designers da Bauhaus viram o minimalismo como uma ferramenta para melhorar a efetividade, permitindo surgir novas oportunidades para o expressionismo e a estética . Basta olhar para alguns dos visuais criativos abaixo que usam menos elementos para aprimorar os efeitos dos logotipos.





Tipografia revolucionária

Na época, a tipografia alemã era altamente regulamentada; fontes pesadas e ornamentais eram o padrão e havia prós e contras apropriados para como a tipografia era tratada.


Enquanto isso, o design da Bauhaus tinha suas próprias regras para tipografia (não combinar maiúsculas e minúsculas, usar apenas fontes sans-serif, etc.) Os designers da Bauhaus estavam entre os primeiros a definir o tipo vertical e diagonal, bem como envolver o texto em torno das imagens. O visual das próprias letras também mostrou criatividade, com hastes exageradas, influência geométrica e composição minimalista.


Paixão pela geometria

Logo após o cubismo, o design da Bauhaus incorporou um entusiasmo desenfreado pela geometria - formas básicas, linhas bissetrizes e enfatizando essas escolhas estruturais com uso de cores inventivas. Os artistas da Bauhaus reduziram as imagens ao seu essencial básico, um grampo do minimalismo, e esse estilo deu início a uma nova estética, cuja influência podemos reconhecer em nossas tendências atuais de design de logotipo.






Cores primárias

Por mais experimental e de mente aberta que o design da Bauhaus fosse, ele tinha preferências muito distintas por cores: vermelho, azul e amarelo, além de preto e branco. Com tanta ênfase na eficácia e eficiência, não é surpresa que eles escolheram as cores primárias como sua paleta de cores.



Além disso, Johannes Itten, que lecionou na Bauhaus de 1919 a 1922, chegou a implementar a psicanálise na teoria das cores . Em vez de insistir em suas limitações, é mais impressionante ver o que eles poderiam realizar com apenas cinco cores.


A gente vê todo dia por aí a influência do design da Bauhaus.

Caminhamos sob os mesmos prédios projetados pelos arquitetos da Bauhaus, sentamos em cadeiras estilo Bauhaus, giramos maçanetas inspiradas na Bauhaus sem sequer reconhecê-las como um produto de design.


Bauhaus é arte, é pop, é TUDO!


Comments


bottom of page